Aproveita o que o futuro te dá

 

O ambiente não está só na moda. O ambiente precisa de estar na moda e nós precisamos de nos preocupar com ele. Margarida Ribau Teixeira é professora do Mestrado Integrado em Engenharia do Ambiente (lecciona cadeiras como Gestão de Resíduos Periogosos ou Tratamento de Águas) na Faculdade de Ciências e Tecnolgia da Universidade do Algarve (UAlg) e deixa claro que, apesar da crescente sensibilização para este tema, os alunos ainda mostram falta de informação.

“Acho que os alunos que se candidatam aos cursos superiores, designadamente ao curso de Engenharia do Ambiente, ainda não têm um conhecimento completo das saídas profissionais. E este desconhecimento, no meu entender, é maior para os “novos“ cursos já que ninguém tem dúvidas das saídas profissionais, por exemplo, de um curso de medicina”. A parte boa nisto é que algumas destas saídas podem ser belas oportunidades de fuga às profissões do antigamente, que agora estão em queda. A professora dá exemplos como “as Energias Renováveis, a Conservação da Energia, os Biocombustíveis, o Ecodesign e o Risco Ambiental”, em substituição de outras “mais frequentes no passado, nomeadamente a Consultoria e as Entidades Públicas”.

Quanto às dificuldades que terás de enfrentar num curso deste género, Margarida Teixeira alerta para a adaptação que é preciso fazer ao regime intensivo de um curso superior, acompanhando todos os dias as matérias que foram leccionadas. Caso te distraias, inicia-se “um processo de atraso nas matérias “em bola de neve” e que terá repercussões ao nível do tempo e custo total do curso”. Para além disso, os cursos pós-Bolonha são mais curtos e têm menos horas de contacto com os professores, o que faz com que sejas responsável pelo teu tempo. Há que o gerir da melhor forma, para não deixares tudo para o fim.

Tudo nas tuas mãos

Mas não se assustem, futuros alunos e profissionais da área do Ambiente. Dificuldades são transversais a todos os cursos e Margarida Teixeira não tem dúvidas das potencialidades e recompensas que aqui vais encontrar – “um curso na área do Ambiente, nomeadamente um curso de Engenharia do Ambiente, é o curso do futuro. Não há dúvidas que os recursos da Terra são limitados, que o ambiente afeta directamente a saúde das pessoas, causado doenças, e que o ambiente afeta os ecossistemas. Também não há dúvidas que o Homem não irá abdicar de todas as conquistas conseguidas ao longo dos tempos, com aumento do seu conforto e qualidade de vida. Desta forma, o Engenheiro do Ambiente é o técnico que entende o ambiente e apresenta soluções para o desenvolvimento alcançado e pretendido no futuro”. Uma mistura entre um mundo desenvolvido e saudável. De que é que precisas mais?

[Foto: Margarida Ribau Teixeira]

Artigos Relacionados:

Deixar uma resposta