Aprender depressa e fazer cada vez melhor

0
6

Para se ser um profissional de sucesso, é fundamental aprender com os mais experientes e querer fazer sempre mais e melhor. E mais que aprender e fazer, é importante fazê-lo depressa, porque o mercado de trabalho atual requer dinamismo e empenho. Quem o diz é Nuno Fontes, atual estagiário na área Comercial e de Marketing no Sport Lisboa e Benfica.

Nome: Nuno Vieira Fontes
Empresa e Atividade: Direção Comercial e Marketing no Sport Lisboa e Benfica
Curso/Ano: 3º ano de Administração e Gestão Desportiva na Universidade Autónoma de Lisboa (UAL)
Objetivo Profissional: Integração plena no Sport Lisboa e Benfica

Como surgiu a oportunidade de fazer este estágio?
A oportunidade surgiu do esforço da Universidade Autónoma de Lisboa – na pessoa da Coordenadora da Licenciatura em Administração e Gestão Desportiva, Vera Pedragosa – de estabelecer protocolos de parceria entre a universidade e as instituições desportivas de acolhimento.

Qual é a importância de um estágio, tendo em conta a sua área de atividade e o curso que tirou?
Sendo a Gestão Desportiva uma área muito específica da Gestão, um estágio académico ou curricular assume uma importância decisiva na integração do aluno no mercado de trabalho, na instituição desportiva de acolhimento ou noutra, posteriormente.

Fale-nos dos primeiros dias em contexto profissional. O que aprendeu? Ao que é que teve de se habituar? O que mudou em si?
Os primeiros dias na Direção Comercial e Marketing do Sport Lisboa e Benfica têm sido muito interessantes, pois fui encontrar uma equipa super profissional e motivada, que tudo tem feito para me facilitar a adaptação a uma nova realidade. No meu caso, dado que já dispunha de vários anos de experiência profissional noutro setor de atividade competitivo, o ambiente empresarial e muito organizado do clube não requereu de mim uma grande mudança, mas tem sido gratificante integrar uma equipa que trabalha com paixão em prol de objetivos comuns.

Ao dia de hoje, o que sente que vai levar deste estágio? Quais são as mais-valias de o ter feito?
Este estágio tem-me permitido aprender muito sobre a organização de um grande clube, que é hoje em dia uma grande estrutura empresarial. Esta experiência tem sido muito enriquecedora e será seguramente uma mais-valia no meu futuro profissional neste setor de atividade.

“O mundo profissional é muito exigente e dá menos espaço para o erro. Há que continuar a ter sede de aprender e depressa, pois as exigências do mundo moderno requerem profissionais dinâmicos e muito empenhados no sucesso das organizações.”

Para fazer este estágio, fez uma licenciatura. O que é que ela lhe ensinou que se revelou fundamental para entrar no mercado de trabalho?
A qualidade de uma licenciatura tem muito a ver com a qualidade e experiência profissional dos professores que a lecionam, e nesta matéria a licenciatura em Administração e Gestão Desportiva da UAL reúne um conjunto de docentes que aliam grandes qualidades académicas a uma experiência profissional de grande relevo nas suas áreas de atuação.
É este misto de competências que julgo que me tem preparado eficazmente para vir a ser um profissional de sucesso no setor da Gestão do Desporto.

Em seu entender, do que precisa um jovem para sair da universidade preparado para ser um profissional da área?
No meu entendimento, a atitude de um aluno nas aulas é decisiva para um bom aproveitamento e para a maximização da aprendizagem. Só com assiduidade e envolvimento nas tarefas individuais e coletivas da turma se pode rentabilizar da melhor forma os ensinamentos que nos são proporcionados. E em qualquer área de atividade, uma boa preparação teórica é fundamental para um bom desempenho profissional.
Depois, o espírito de grupo e de entreajuda é também essencial para um bom desempenho académico e futuramente profissional.

Que desafios vão os jovens encontrar no mundo profissional, que não conheciam do mundo académico?
O mundo profissional é na maioria dos casos um meio muito exigente e onde há menos espaço para o erro. Assim, há que continuar a ter sede de aprender e aprender depressa, pois as exigências do mundo moderno requerem profissionais dinâmicos e muito empenhados no sucesso das organizações.
Por muita bagagem teórica que se traga de uma universidade, haverá sempre muitas situações em que só a experiência profissional nos trará a serenidade e a capacidade de decisão que as organizações exigem aos seus trabalhadores. Também aqui a atitude de fazer sempre mais e melhor, e aprender com os mais experientes, é fundamental para se ser um profissional de sucesso.

[Foto: cedida pelo entrevistado]

Esta entrevista é parte integrante do Guia de Acesso ao Ensino Superior 2017/18 da Mais Educativa, disponível para consulta aqui.

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here

4 + 5 =