PewDiePie. Racismo continua a fazê-lo perder parceiros

0
52
PewDiePie. Racismo continua a fazê-lo perder parceiros

Há uns meses, PewDiePie perdeu um patrocínio com a Disney e com uma plataforma da Google devido aos seus recorrentes piadas antissemitistas (preconceito contra judeus) e imagens nazis. Mais recentemente, o YouTuber mais bem pago do mundo voltou a utilizar um termo racista.

A palavra “nigger” contém uma profunda relação com o racismo contra as pessoas negras e, quando tem de ser referida, usa-se a expressão “the N-word”. A utilização desta expressão, ligada à postura racista do criador de conteúdos levaram a uma ação por parte da programa de jogos, Campo Santo.

Sean Vanaman, co-fundador da Campo Santo, partilhou através da sua conta de Twitter a decisão de redigir uma reivindicações de direitos de autor de forma a serem eliminados todos os conteúdos que o YouTuber faça dos jogos da sua empresa. Apelou também para que empresas maiores façam o mesmo.

Grande parte das respostas a este post têm sido negativas para a empresa. Os utilizadores dizem que ele tem inveja, que só compraram o jogo porque o PewDiePie o jogou, que esta resposta só chega meses depois de o YouTuber ter postado o vídeo onde joga Firewatch e ter ganho imenso dinheiro com a exposição que tiveram.

As opiniões sobre o racismo eminente ou não de PewDiePie não são consensuais, mas a verdade é que já perdeu alguns patrocinadores durante este ano de 2017.

[Fonte: The Guardian]
[Foto: Facebook / PewDiePie]

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here

+ 23 = 32